Agitação no Iraque: manifestantes atacam consulado iraniano em Karbala

0
29

Pelo menos três pessoas foram mortas a tiros quando manifestantes atacaram o consulado iraniano na cidade sagrada iraquiana de Karbala na noite de domingo.

Os manifestantes, que exigiram que o Irã parasse de interferir nos assuntos internos do Iraque, escalaram os muros do consulado.

Relatos dizem que as forças de segurança abriram fogo, mas outra conta diz que homens armados desconhecidos foram responsáveis.

Também há relatos de que as forças de segurança dispararam ao vivo contra manifestantes reunidos em Bagdá na segunda-feira.

Manifestações em massa contra o governo do Iraque continuaram, apesar de um apelo do primeiro-ministro.

Adel Abdul Mahdi exortou os manifestantes – que estão zangados com seu fracasso em lidar com a corrupção generalizada, o alto desemprego e os maus serviços públicos – a reabrir estradas e “ajudar a restaurar a normalidade no país” em comentários transmitidos no domingo.

Ele disse que o governo respeita os protestos pacíficos, mas que o bloqueio de estradas ao redor da capital e dos principais portos do sul, combinado com a “ameaça aos interesses do petróleo”, custou bilhões ao país e contribuiu para o aumento de preços.

O presidente Barham Saleh disse na semana passada que Abdul Mahdi estava disposto a renunciar assim que um substituto fosse encontrado, e que uma nova lei eleitoral estava sendo elaborada.

Mas os manifestantes querem varrer todo o establishment político.

O Irã, que apóia o governo iraquiano e várias milícias xiitas muçulmanas locais, instou os manifestantes a buscar mudanças dentro da “estrutura de estruturas legais”, alertando-os de que “o inimigo quer quebrar” as estruturas.

“Os serviços de inteligência americanos e ocidentais, com o apoio financeiro de países reacionários da região, estão espalhando turbulências”, disse na semana passada o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei.

O que aconteceu no domingo?
Dezenas de pessoas gritando “Karbala está livre, o Irã sai, sai!” participou do protesto do lado de fora do consulado iraniano.

Alguns manifestantes jogaram pedras e objetos em chamas sobre os altos muros de concreto ao redor do edifício. Três homens escalaram as paredes e agitaram bandeiras iraquianas.

As forças de segurança dispararam munição real para dispersar os manifestantes e vários foram baleados, de acordo com correspondentes da agência de notícias AFP no local. A agência cita uma autoridade médica dizendo que três manifestantes sucumbiram aos ferimentos.

O Alto Comissariado dos Direitos Humanos do Iraque (IHCHR), um órgão de vigilância oficial, disse que três manifestantes foram mortos em um confronto diante do consulado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here