Publicidade

Coronavírus: Moscou lança aplicativo de rastreamento de pacientes

0
141

Moscou está lançando um aplicativo para rastrear os movimentos de pessoas na capital diagnosticadas com coronavírus, que receberam ordens para ficar em casa.

O chefe de TI da cidade disse que o serviço ficará operacional na quinta-feira.

A medida coincide com uma iniciativa separada para ajudar as autoridades de saúde europeias a criar aplicativos de rastreamento de vírus que se comunicam entre si. Isso pode ajudar a relaxar as restrições nas fronteiras.

Publicidade

Espera-se que a Alemanha anuncie seu próprio aplicativo que se vincula ao esquema em breve.

Publicidade

O NHSX, que está trabalhando em similares para o Reino Unido, está em comunicação com os responsáveis ​​pelo projeto, mas ainda precisa se comprometer com a interoperabilidade.

Dados de chamada e localização
Moscou foi colocada em quarentena indefinida em toda a cidade na segunda-feira.

Publicidade

Seu aplicativo de monitoramento social será inicialmente limitado a cidadãos que já deram positivo para o Covid-19, mas não foram mantidos no hospital.

Ele solicitará acesso às chamadas, localização, câmera, armazenamento, informações da rede e outros dados do usuário após a instalação. A intenção é verificar se eles não saem de casa enquanto são contagiosos.

O chefe de TI do governo local, Eduard Lysenko, disse que o aplicativo estava sendo disponibilizado no Google Play e nas lojas iOS da Apple. Ele disse que os afetados que não possuem um smartphone podem pegar emprestado um com o software pré-instalado, por duas semanas.

Publicidade
Publicidade

“Estaríamos preocupados com a possibilidade deste aplicativo ser usado para rastrear os movimentos de milhões de pessoas, além de provar ser uma ferramenta de controle social”, comentou Tom Fisher, pesquisador sênior da Privacy International.

“Para as pessoas perderem a fé no governo e nas autoridades de saúde neste momento, ao serem submetidas a vigilância intrusiva e desnecessária, servirá apenas para prejudicar os esforços de combate a esse vírus”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here